Skip to main content

Marx e a dialética da sociedade civil

Marx e a dialética da sociedade civil



Organizado pelo professor Marcos Del Roio, o livro Marx e a dialética da sociedade civil foi lançado em 2014 pela Oficina Universitária da Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC) da Unesp, Câmpus de Marília, com apoio da Capes e Cultura Acadêmica Editora.






A obra busca divulgar o resultado do V Seminário Internacional de Teoria Política do Socialismo, realizado na FFC por iniciativa do Grupo de Pesquisa Cultura e Política do Mundo do trabalho e do Instituto Astrojildo Pereira, de 12 a 16 de agosto de 2013, visando contribuir para o resgate da obra de Marx.






Baixe gratuitamente em: http://www.marilia.unesp.br/Home/Publicacoes/marx-e-a-dialetica_ebook.pdf



SUMÁRIO

Apresentação

PARTE I
SOBRE AS OBRAS COMPLETAS DE MARX & ENGELS. A MEGA


Karl Marx após a edição histórico-crítica (mega): um novo objeto de

investigação

Roberto Fineschi





Sobre a nova edição da obra de Marx e Engels: só a ilologia salva?

Maurício Vieira Martins






PARTE II
ALIENAÇÃO E EMANCIPAÇÃO


Revisitando a concepção de alienação em Marx

Marcello Musto





Alienação e ideologia: a carne real das abstrações ideais

Mauro Luis Iasi





Práxis, trabalho e dialética da negatividade em Marx

Paulo Denisar Fraga





Emancipação e revolução: crítica à leitura lukacsiana do jovem Marx

Armando Boito Jr.






PARTE III
PROLETARIADO E REVOLUÇÃO


Alguns apontamentos sobre a concepção de partido

em Marx – 1843 a 1848

Anderson Deo





Luta de classes e luta revolucionária em Marx

Marcos Del Roio





O conceito de revolução permanente em Marx e Engels

David Maciel






PARTE IV
A DIALÉTICA DO CAPITAL





Ler O capital: a primeira frase ou o capital começa com a riqueza,

não com a mercadoria

John Holloway






Método e representação: o dinheiro como expressão conceitual da forma

de ser do capital

Jesus Ranieri





Capital: subjetividade e relação

Hélio Ázara de Oliveira






PARTE V
O FIM DO ESTADO





Marx diante da acusação de ser um defensor do estado

Paulo Douglas Barsotti






A questão da transição e do im do estado nas obras do Marx tardio

Pedro Leão da Costa Neto





Trabalho associado e extinção do estado

Ivo Tonet

Comments

Popular posts from this blog

The Marx-Engels-Gesamtausgabe (MEGA) Project (MEGA-website)

The Marx-Engels-Gesamtausgabe (MEGA) Project
Work began on the MEGA, the historical-critical edition of the complete writings of Karl Marx and Friedrich Engels, in Moscow and Berlin during the 1970s. The MEGA soon acquired a formidable reputation among experts and can now be found in all great libraries in the world. In the wake of the dramatic changes which led to the dissolution of the Soviet Union and the German Democratic Republic (GDR), schol­ars throughout the world pres­sed for the continued publication of the MEGA. In 1990, Amsterdam's International Institute of Social History (IISH), whose archive holds most of the ori­ginal manuscripts, took the initiative of setting up the International Marx Engels Foundation (IMES) which assumed academic responsibility for the project. The politically independent IMES is an international network that includes, along with the IISH and the Berlin-Brandenburg Academy of Sciences and Humanities (BBAW), the Social Research Institute of the F…

199 Anni di Karl Marx. Di Roberto Fineschi. Da La città futura.

Il 5 maggio è il 199° anniversario della nascita di Marx. La sua teoria non ha tutt'oggi uguali per spiegare i meccanismi e le dinamiche del modo di produzione capitalistico.  di  06/05/2017Cultura
Credits: http://www.sudcomune.it/wp/wp-content/uploads/2016/12/pop-art-marx-terry-collett.jpg “Ei fu, siccome immobile, / dato il mortal sospiro”, e via dicendo. Così inizia la celeberrima ode manzoniana, Il cinque maggio, che tutti gli studenti italiani, molti di essi obtorto collo, hanno studiato se non addirittura imparato a memoria durante gli anni scolastici. La stessa data in cui nel 1821 a Sant’Elena morì Napoleone era stata, tre anni prima, la data in cui un altro gigante della storia era nato a Treviri: Carlo Enrico Marx. Con una qualche ironia della sorte, proprio Napoleone, insieme al nipote Napoleone III, è il personaggio storico che Marx dichiara di amare di meno rispondendo alle domande di un “album di famiglia” della figlia Jenny. Date a parte ed in attesa …